Anuncie Aqui Super banner
Para complementar renda, 64% dos brasileiros recorreram a bicos no primeiro semestre
Empresarial

Para complementar renda, 64% dos brasileiros recorreram a bicos no primeiro semestre

Para complementar renda, 64% dos brasileiros recorreram a bicos no primeiro semestre

Embora o país tenha superado, ao menos tecnicamente, a recessão econômica, as consequências da crise ainda se mostram presentes em diversos aspectos do dia a dia da população. Um estudo realizado em todas as capitais pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) mostra que passou de 57% para 64% o percentual de consumidores que recorreram a alguma forma de trabalho extra ou bicos para complementar a renda no primeiro semestre deste ano. Nas classes C, D e E, a proporção salta para 70% dos entrevistados.

Segundo o levantamento, em cada dez consumidores, cinco (51%) acreditam que as condições gerais da economia pioraram ao longo deste ano na comparação com o mesmo período do ano passado – o que configura um aumento de 12 pontos percentuais em relação à pesquisa de 2017. Quando avaliam a própria condição financeira, 44% garantem que também houve piora em relação ao último ano, um aumento de oito pontos percentuais. Outros 34% falam em condições financeiras iguais, ao passo que apenas 19% pensam que a situação está melhor que antes.

Para muitos brasileiros, o primeiro semestre deste ano foi um período marcado por dificuldades que exigiram sacrifício e capacidade de adaptar a vida financeira. Reflexo do cenário ainda complicado para as finanças, 83% dos brasileiros tiveram de fazer cortes no orçamento para driblar as consequências da crise ao longo de 2018.

Entre os que contingenciaram gastos, 61% cortaram ou reduziram refeições fora de casa – comportamento que apareceu com mais frequência entre os brasileiros de mais alta renda, com 74% de citações. Outros cortes comuns no período foram os de roupas, calçados e acessórios (57%), itens que não são de primeira necessidade em supermercados, como carnes nobres, congelados, iogurtes e bebidas (55%) e gastos de lazer, como cinema e teatro (53%). Há ainda, 30% de entrevistados que para conseguir algum dinheiro tiveram de vender algum bem.

 

Fonte: SPC Brasil e CNDL

Empresarial

Mais notícias da Categoria Empresarial

Congresso das ACEs

Congresso das ACEs

Portal Paranaíba 17/10/2018
Levantamento aponta que o número de inadimplentes no Brasil cresceu 4,31% em julho

Levantamento aponta que o número de inadimplentes no Brasil cresceu 4,31% em julho

Portal Paranaíba 10/08/2018
Shopping online para empresários araxaenses é lançado na ACIA

Shopping online para empresários araxaenses é lançado na ACIA

Portal Paranaíba 12/07/2018
Sala Mineira do Empreendedor oferece 4 cursos gratuitos em maio

Sala Mineira do Empreendedor oferece 4 cursos gratuitos em maio

Portal Paranaíba 11/05/2018
Prefeito conquista equipamentos para Embrapa Trigo

Prefeito conquista equipamentos para Embrapa Trigo

Portal Paranaíba 11/05/2018
PIB 2018: epidemia previdenciária à vista

PIB 2018: epidemia previdenciária à vista

Portal Paranaíba 28/02/2018