Anuncie Aqui Super banner
Municípios sofrem com a falta de repasse de recursos do Estado
Política

Municípios sofrem com a falta de repasse de recursos do Estado

Municípios sofrem com a falta de repasse de recursos do Estado

Dívida do Estado com os 22 municípios associados ultrapassa R$225 milhões

Prefeitos e prefeitas dos municípios que integram a Associação dos Municípios da Microrregião do Vale do Paranaíba – Amvap se reuniram nessa quinta-feira (26/07) na sede da entidade em Uberlândia, para buscar o respaldo junto a associação de medidas a serem tomadas e os encaminhamentos de ações de forma conjunta, entre os gestores na cobrança dos atrasos de repasses do Governo de Minas Gerais.

Juntos os prefeitos discutiram  medidas a serem tomadas na tentativa de chamar a atenção do governador para que atualize os pagamentos. A medida seria um apelo conjunto dos municípios da Amvap que voltam a se reunir na terça-feira (31/07) num convocatório de todos os gestores, para assim finalizar as ações.

Números apresentados pela Amvap se referem até a data de 17/07. Foto: Agência Midiática Comunicação.

A Amvap por meio do departamento de assessoria em gestão pública, apresentou um levantamento com a estimativa de valores que o Estado deixou de repassar aos municípios até o último dia 17 de julho. Os números referentes ao Fundeb, ICMS, Saúde, Piso Mineiro da Assistência Social e Transporte Escolar chegam ao montante de R$225.461.409,98 na soma do que é devido às 22 cidades hoje associadas a Amvap.

O município de Uberlândia, maior cidade do interior mineiro, e onde está instalada a sede da Amvap o monte em atraso se aproxima de R$140 milhões.

**Total da dívida não apurado, número refere-se somente ao atraso no repasse de recursos referentes à saúde. Imagem: arte Amvap.

Por outro lado quem mais sofre com a falta de recursos são os municípios menores, alertou o presidente da Amvap e prefeito de Araguari, Marcos Coelho. “Precisamos unir esforços para cobrar solução imediata. Reconhecemos que para muitas das nossas cidades os repasses do Estado são uma forte fonte de receita e a falta de recursos tem deixado o município a beira do caos”, concluiu o presidente.

Marcos Coelho – Presidente da Amvap. Foto: Agência Midiática Comunicação.

Entre os menores municípios, por exemplo, está Cachoeira Dourada, com cerca de 2.600 habitante. Com os atrasos nos repasses foram R$1.059.521,26 que deixaram de entrar na conta do município afetando diversos setores. Só a saúde em Cachoeira Dourada deixou de receber R$550.453,99.

Prefeitos temem que a volta às aulas possam ser ainda mais prejudicadas com a falta de recursos visto as dificuldades para manter professores em sala de aula e dar acesso aos alunos sem os recursos do transporte escolar.

Em entrevista o prefeito de Campina Verde, Fradique Gurita Silva, disse estar com recursos escassos sem conseguir honrar com a folha de pagamento e cobrou união dos prefeitos, e mais responsabilidade do governo do estado. “A medida a ser tomada, precisa ser radical. Muitos municípios estão à beira do caos”, concluiu Fradique.

 

Fonte: amvapmg.org.br

Política

Mais notícias da Categoria Política

Unidos Contra a Corrupção

Unidos Contra a Corrupção

Portal Paranaíba 10/08/2018
TSE mantém horários locais para votação nas eleições deste ano

TSE mantém horários locais para votação nas eleições deste ano

Portal Paranaíba 10/08/2018
Federaminas, a primeira entidade empresarial a apoiar a campanha Unidos Contra a Corrupção

Federaminas, a primeira entidade empresarial a apoiar a campanha Unidos Contra a Corrupção

Portal Paranaíba 10/08/2018
Prefeitos da Amvap decidem formular manifesto ao Governo do Estado

Prefeitos da Amvap decidem formular manifesto ao Governo do Estado

Portal Paranaíba 31/07/2018
PEC dos professores retorna à Comissão Especial para análise

PEC dos professores retorna à Comissão Especial para análise

Portal Paranaíba 24/07/2018
Política de Defesa Agropecuária está pronta para Plenário

Política de Defesa Agropecuária está pronta para Plenário

Portal Paranaíba 24/07/2018